fbpx

Muito mais que oásis no sertão, Juazeiro é terra de artistas e de empreendedores

Muito mais que oásis no sertão, Juazeiro é terra de artistas e de empreendedores

Comemorando 143 anos em 15 de julho, Juazeiro é conhecida por ser a cidade natal de figuras notáveis como a cantora Ivete Sangalo e o jogador de futebol Daniel Alves. Além disso, situada no norte do estado da Bahia, é um dos núcleos urbanos mais importantes do Sertão Nordestino.

Conhecido também como Terra das Carrancas, o município é considerado uma ilha por estar cercado pelo Rio São Francisco. O nome Juazeiro vem das árvores de mesmo nome, que em tempos antigos ofereciam sombra aos tropeiros que passavam pelo local.

Não há turista que visite o passeio público da orla do rio São Francisco e não saia de lá encantado. Responsável pelo desenvolvimento da cidade, foi com as embarcações ancoradas em suas margens que Juazeiro começou a se formar.

É neste lugar cercado de história e banhado pelo velho Chico que Janio Rodrigues, de 26 anos, nasceu e foi criado. Vendedor autônomo, aos 18 anos deixou a casa dos pais e saiu em busca de emprego e de liberdade. Apesar da falta de experiência, teve sorte logo no começo.

Caminhando pelo centro de Juazeiro, viu um cartaz de uma empresa que estava recebendo currículos. Mesmo sem ter o documento em mãos, Jânio decidiu entrar e conversar com a gerente. Saiu de lá contratado.

Pouco tempo depois, a empresa fechou. “Então me perguntei: e agora? Aquilo, para mim, foi muito preocupante”, conta. Mas logo um conhecido o indicou para uma loja que estava contratando panfleteiros. Em seu segundo dia entregando folhetos, Jânio foi abordado por um estranho.

Empreendendo em Juazeiro

“De repente, um homem me abordou querendo saber se eu tinha interesse em trabalhar em uma empresa de telefonia. Fiquei cismado, achando que poderia ser um golpe, sei lá… mesmo assim eu fui”. Segundo Jânio, a partir daí tudo começou a fluir em sua vida e ele entrou no ramo que hoje é seu sustento: venda de chips e recargas de celulares.

Com a experiência obtida trabalhando para diferentes empresas de telefonia, em 2013 ele resolveu dar um passo a mais e empreender por conta própria. Foi então que contou com a ajuda da Redeflex para alavancar suas vendas. No calçadão de Juazeiro, todos os dias Jânio bate ponto atraindo os clientes que passam na rua.

“Além de vender chips de todas as operadoras, faço recargas, tudo engajado na Redeflex, que me deu essa oportunidade e pela qual eu sou muito grato”. Pelo aplicativo Flex App, Janio consegue fazer as vendas em qualquer lugar que estiver.

“Eu tenho também a maquininha de recarga na minha casa, então as pessoas me procuram muito lá. A qualquer hora do dia pode chegar alguém pedindo recarga e eu faço”, conta.

Você, que já é microempreendedor ou que quer começar agora seu próprio negócio, a Redeflex tem a maquininha que se encaixa perfeitamente nos seus planos. Procure um de nossos consultores e seja também um de nossos parceiros.

Posts Relacionados
Comentar

Your email address will not be published.Required fields are marked *